8 de dezembro de 2017

Will & Will - Um Nome, Um Destino

Resultado de imagem para Will & WillTitulo: Will & Will - Um Nome, Um Destino
Autora: John Green, David Levithan
Paginas: 352
Editora: Galera Record
Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.

 De fato quem já sabe sou bastante fã de John Green, eu basicamente comprei esse livro por causa desse autor, já o outro não tinha muito conhecimento, então foi um conhecimento incrível. Antes de começa essa resenha, que por favor que for preconceituosos com gêneros sexual, um conselho não leia.  Só confira a resenha!



Aqui conta a historia de um garoto chamado Will Grayson, um adolescente timido e fechado que divide o seu tempo de estudo com seu melhor amigo Tiny Cooper. Já o outro Will Grayson e um adolescente depressivo que só é feliz ao conversa com seu namorado virtual, Isaac e tem uma amizade bem complicada com Maura.  Como os dois personagens tem o mesmo nome, os dois acabam se unindo. 

Os dois praticamente acaba se conhecendo em uma Sex Shop em Chicago, após de um Will ter sido barrado na entrada de uma balada e o outro ter tido um coração partido. Os capítulos vão sendo alternado entre esses dois personagens, assim temos os pontos de vista e pensamento de cada um.  No começo acaba se confundido, sem saber exatamente, qual do dois está contando os seus acontecimentos.  Um detalhe que devo informa que um Will é hétero, já o outro é gay, a partir do momento que eles se conhece e ai que começa a historia. 


"O que é inteiramente verdade e inteiramente mentira. A verdade estúpida e totalmente abrangente."

O Will Hetero, estuda e mora em Chicago junto com seu melhor amigo Tiny Cooper, um gay que 
encanta todo mundo, com seu jeito extrovertido e alegre. Também há Jane, uma garota que está sempre junto com eles e que Will começa a ter sentimentos por ela.


"A ideia é que, por dez minuto, a gente esqueça que tem sentimentos. E esqueça de proteger a si ou a outras pessoas, e simplesmente diga a verdade. Por dez minutos. E então podemos voltar a ser idiotas."

Já o outro Will, vive em outra cidade, mas não me lembro bem. Uma certa noite ele vai até Chicago para conhecer o cara que pensar que ele é seu grande amor de sua vida. Mas as coisas não dão certos para si, mas no final dessa noite ele acaba encontrando num parque praticamente beijando Tiny Cooper. Ali desperta um novo romance que entre eles parece dar certo. 


"Para mim, parece que todas as coisas que mantemos em caixas lacradas estão, ao mesmo tempo, vivas e mortas até abrirmos a caixa, que o não visto está tanto lá como não está."

Esse livro de fato foi uma historia muito incrível para mim com muitos acontecimentos e reviravolta na trama. Ele é mas um livro que você ler em uma tarde, com a escrita maravilhosa de John Green que muitos já conhece e de David Lavithan, porém não tive como identificar qual do dois Will foi escrito por quem, mas amei bastante. Esse livro indico para aqueles que gosta de um livro diferente e com uma historia fora do comum. Então apenas leia e embarque nessa trama diferente.


Um comentário

  1. Olá!
    Primeiramente gostaria de te dizer que amei sua resenha foi simples e contou a historia mais linda q eu poderia esperar, e amei mais ainda por conhecer esse livro que parece ser lindo de bonito haha
    Ja irei coloca-lo na minha wishlist <3
    E se você gostou desse livro, aposto que vai gostar de "Aristóteles e Dante descobrem o universo" é incrivel também!

    Obrigada pela resenha e continue com as ótimas leituras!!

    Ritch - Conta-se um Livro

    ResponderExcluir

Layout Free - Design e Desenvolvimento por: Adorável Design