24 de novembro de 2017

Entrevista com Autor Maxie Duth






Olá Leitores queridos, vim compartilhar com vocês essa novidade maravilhosa. Fiz uma parceira com o autor Maxie Duth é está sendo uma parceria maravilhosa, agradeço muito por essa oportunidade e a confiança em meu trabalho e meu blog, então para inaugurá essa novidade, resolvi fazer uma entrevista com ele e claro, mostra a vocês. Então vamos conhecer um pouco sobre ele e seus trabalhos!

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, close-upMaxie Duth nasceu em outubro de 1999, sob o signo de libra, numa pequena cidade do interior do Ceará, Russas. Com 16 anos optou por um pseudônimo na qual escolheu "Maxxie Duth". Desde muito cedo escreve poemas e publica em seu blog, sua paixão pela escrita é tão imensa que, Maxxie Duth, já possui 4 livros 100% concluídos, com apenas 18 anos, mas só um foi publicado até agora. O autor garante que vai seguir o roteiro de publicar um novo livro por ano, sempre na primeira sexta-feira 13.
"Lágrimas Feitas de Sangue" é o primeiro título do escritor. A obra possui 13 capítulos (+4 Cap. Extras) e a boa notícia é que será uma trilogia, mas ainda não possui data marcada para o lançamento das outras edições.


 1. Primeiramente, conte a nos leitores um pouco sobre você?

Sou apenas mais um adolescente que prefere escrever ao falar. Muitos me chamam de antissocial e outros dizem que sou extremamente divertido, mas a verdade é que sou um pouco das duas coisas. Uma característica que me definiria seria "verdadeiro", sou exatamente a mesma pessoa para todos e detesto algumas que dizem o mesmo e não são.


2. Em que você se inspirar para escrever?

Bom, eu sempre digo que uma atriz deve se inspirar em outra atriz para conseguir fazer um ótimo trabalho, da mesma forma é um cantor que deve se inspirar em outro cantor. Acontece que sou apaixonado por John Green, mas procuro não me inspirar nas suas obras, pois acredito que cada escritor deve ter sua maneira de ver o mundo, e com isso formar seu próprio estilo. Procuro a inspiração nos meus ídolos que na verdade são cantores de pop americano, Taylor Swift e Shawn Mendes, bem diferente do meu trabalho, mas são eles que me dizem por meio de canções uma boa história para contar ou um poema que vale a pena ser lido.


3. Com quantos anos começou a escrever e como surgiu sua paixão pelos livros?

Quando criança eu odiava a ler, mas era muito estudioso e me esforçava bastante para ser o melhor da classe. Foi então com um concurso de poemas feito na sala de aula que eu descobri esse talento. Eu tinha apenas 13 anos e desde então me casei com os livros de uma forma que nem sei se dá para explicar. Meu primeiro poema foi falando de paixão e depois que vi as pessoas elogiando meus versos senti que deveria continuar.


4. Tenho uma curiosidade, você como autor tem algum autor(a) favorito, que não deva faltar nenhum livro deles em sua estante?

Com certeza! John Green e Ransom Riggs são os meus favoritos.


5. qual seu gênero literário? E Porquê?

Adoro terror, o fato de desafiar meus próprios medos com algo que amo fazer, que é ler, me dá muito prazer.


6. Os personagens que você criar em suas histórias tem algo sobre você? Se sim, o que há?

Sim, costumo dizer que cada personagem dos meus livros trazem uma imagem, seja ela positiva ou negativa, de quem está ao meu redor. Procuro desabafar no papel coisas que me incomodam no mundo real, foi assim que saiu Lágrimas Feitas de Sangue.


7. Qual foi sua melhor experiência no mundo literário? A experiência que você já teve relacionado ao livros que você nunca esqueceu!

Ah tive muitas, mas a que sempre lembrarei é sobre o livro "A culpa é das estrelas" do John Green. Por onde passo digo que esse foi o melhor livro que já li e o que mais me ensinou coisas boas.


8. Já teve alguma fase de que tudo que escrevia não era bom para você, como se estivesse sem inspiração? Como é essa sensação?

Quase o tempo todo, acredite.As vezes estou triste e começo a escrever alguns versos, mas quando leio vejo a porcaria que ficou, horas mais tarde leio novamente e acho legal aqueles versos. É uma loucura! Ainda não li "Lágrimas Feitas de Sangue", pois tenho medo de algo não ter ficado como queria e me arrepender de tê-lo publicado.Sofro muito com isso (Risos).


9. Nossa, e falando sobre o livro, tenha essa curiosidade, não sei se outros leitores têm mas toda vez que pego um livro sempre me pergunto porque tão título, então porque o título do seu livro se chama Lágrimas Feitas de Sangue, tem haver com a história?

Muitas pessoas me questionam sobre esse título. Elas me perguntam o motivo deu não ter colocado apenas "Lágrimas de Sangue". O personagem principal ganha dons, e um deles é ver o sentimento verdadeiro das pessoas que estão ao seu redor. Caso alguém deixe escorrer uma lágrima vermelha, de sangue, quer dizer que seus sentimentos são sinceros, já uma lágrima incolor significa que não há sentimento algum por trás dela. Por isso coloquei "Lágrimas Feitas de Sangue"!


10. Tem histórias novas para seus leitores? Contem a nós um pouquinho do que devemos esperar!

Bom, para 2018 terá dois livros novos, um diferente do outro. Para abril aguardem um terror, chamará "A garota do pesadelo", em resumo fala de uma garota que perdeu sua família de sangue e vinga cada morte na sua família adotiva. Ninguém vai conseguir dormir sem antes dá Boa noite para a garota do pesadelo! E desejo fazer uma surpresa no mês de outubro, meu aniversário, lançarei meu primeiro livro de poemas.

Um Agradecimento:

Bom, gostaria muito de agradecer ao Tempos Literários por me dá oportunidade de falar isso e levar a público. Gostei muito da experiência, e as perguntas foram muito bem elaboradas e importantes para saciar as dúvidas de algumas pessoas. 
Serei eternamente grato ao blog, mais uma vez obrigado!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Layout Free - Design e Desenvolvimento por: Adorável Design